dicas-de-viagem

COMO VIAJAR PAGANDO MENOS

Essas dicas vão para os estudantes – e todo mundo – que querem fazer aquela viagem nas férias, quer seja nacional, quer seja internacional, mas não têm a devida experiência para otimizar seu plano de viagem, economia e gastos.

Para viajar, é importante economizar uma boa quantia de dinheiro para garantir o total aproveitamento de cada parte do passeio, longe de passar necessidades ou privar-se de suas preferencias apenas pela falta de recursos financeiros.

Tendo em mãos um bom projeto de roteiro, é importante preocupar-se logo de inicio em desenvolver seus planos de forma coerente, desenvolvendo poupanças para viajar de férias ou para intercâmbio, como, temporariamente, morar em Quebec ou em outro lugar, anotando possíveis gastos a serem cortados para garantir o acumulo de bons recursos para as férias.

Mesmo poupando antes da viagem, também é possível poupar durante seu passeio, garantindo que sobre dinheiro para comer, comprar e gastar à vontade, livre de quaisquer amarras de preço.

A fim de tentar economizar na viagem e garantir um passeio econômico, confira algumas opções que podem fortalecer sua poupança e tornar sua viagem muito mais barata do que você imagina.

dicas de viagem

Economia nas passagens aéreas

Uma boa forma de começar sua viagem economizando é comprar suas passagens aéreas de maneira econômica, adquirindo suas compras com muita antecedência. A compra de passagens aéreas antes da alta temporada, no período com maior procura, é uma boa oportunidade de encontrar preços reduzidos, que podem surpreender ao consumidor que busca tanto roteiros nacionais quanto internacionais.

Além disso, as companhias aéreas também contam com boas promoções para economizar, incluindo desde programas de milhagem até descontos surpresa. Vale a pena conferir essas oportunidades para garantir que você pague muito menos do que imagina.

Corte de gastos com transporte local

Durante a viagem, muitas pessoas encontram dificuldades em se locomover pelos seus trajetos ao encontrarem-se perdidas pelas cidades em que visitam. Mesmo que você não tenha conhecimento algum sobre as ruas, pontos turísticos ou referencias do local para onde vai, procure pesquisar alguns mapas ou roteiros e use essas noções para aprender como andar por alguns lugares.

Em roteiros europeus, por exemplo, o transporte mais econômico a ser feito é através do trem, utilizando um só deles para alcançar diversos pontos dos mais conhecidos países do continente.

Além disso, o custo com ônibus dentro das cidades também é bem econômico, sendo uma boa alternativa para conhecer a cidade e descobrir novos caminhos dentro do roteiro.

Por fim, outra alternativa é o aluguel de carros local, que pode ser muito útil para aproveitar de forma autônoma os seus passeios.

Hospedagem mais barata

Uma boa forma de economizar no passeio é economizar na hospedagem. Abrindo mão de hotéis gigantes ou qualquer tipo de hospedagem mais cara a fim de economizar, os turistas podem contar com albergues, pousadas e hotéis três estrelas para dormirem em conforto, mas de forma muito mais econômica.

Cortando estes gastos desnecessários, é possível controlar sua poupança na viagem e garantir o acumulo financeiro para aproveitar muito mais durante seu passeio. É importante pesquisar com muita antecedência sobre os locais para se hospedar a fim de poupar muito dinheiro e garantir sua segurança, localizando pontos de referencia para saber onde se encontrar e como alcançar seus objetivos.

Economizando desta forma, você poderá gastar muito mais dinheiro em lazer e aproveitar seu passeio.

dicas-de-viagem

JAVA

JAVAQue tal aprender uma linguagem de programação? Mesmo que você seja da área de humanas ou ainda trabalhe com alguma ciência exata e não precise de programação, dominar uma linguagem certamente fará o diferencial no seu currículo e na sua vida profissional. Dentre as inúmeras linguagens d eprogramação existentes no mercadão, JAVA se destaca por ser antiga e ter ampla aceitação.

A tecnologia Java começou a ser criada em 1991 e recebeu o o nome de Green Project, com a expectativa de ser a próxima geração de software embarcado. Nela trabalharam James Grosling, Mike Sheridan e Patrik Naughton. Em 1992 surge a linguagem Oak: a primeira máquina a ser virtual implementada. Várias tentativas de negociação ocorreram para vender o projeto, mas nenhuma obteve sucesso.

Em 1994, com o advento da Internet, a Sun vê uma nova chance para o Green Project e cria uma linguagem que objetiva construir aplicativos Web baseada na Oak, batizada de “Java”. Em 23 de maio de 1995 Java é oficialmente lançada na Sun World Expo 95, com a versão JDK 1.0 alpha. A Netscape investe na idéia e começa a implementar interpretadores Java no seu navegador, permitindo a criação de Java applets. A partir desta etapa, a linguagem Java passa a crescer muito.

Hoje em dia, Java é uma das linguagens mais amplamente usadas e serve para praticamente qualquer tipo de aplicação, dentre elas: Web, servidores, desktop, aplicações móveis, mainframes, jogos, chips de identificação, etc.

O mercado de trabalho procura  profissionais, para a Internet, que conheçam os frameworks como o JavaServerFaces (muito utilizado para o desenvolvimento), Hibernate (faz a ligação entre os objetos em Java e o Banco de dados) e JPA (persistência de dados no Banco de Dados).  Além de tudo, o mesmo mercado necessita conhecer alguns Designers Patterns (padrões em Java) e o principal que seria a orientação a objetos.

O desenvolvimento de Java na Internet é realizado com o uso de uma ferramenta de desenvolvimento (IDE) chamada Eclipse, um container Web (responsável pelo processamento das páginas em Java na Internet) chamado Tomcat e os frameworks JavaServerFaces, Hibernate.

Após ler este texto, caso não tenha gostado de JAVA, poderá tentar outra linguagem, como PHP, Pyton, etc. Apenas tenha cuidado para não viciar e se tornar um nerd que passa tempo demais em frente ao computador, pois, se assim o fizer, poderá ganhar peso e terá que gastar grana com produtos para emagrecer para ver se green coffee slim funciona, por exemplo, além de ter que se dedicar a recuperar sua saúde. Viva em equilíbrio!

dicas-de-viagem

BULLYING NA FACULDADE. POR QUE OCORRE E COMO REMEDIAR.

bullyingEssa questão do bullying parece ter piorado nos últimos anos e até agora não se encontrou uma solução sequer paliativa. Se voltarmos ao passado, veremos que já existia bullying no ambiente acadêmico. Talvez de forma mais leve e talvez tenha piorado ou ganhado foco maior com o advento das redes sociais e com o aumento da segregação da sociedade brasileira.

O bullying acontece por diversos motivos, mas sua raiz certamente está na maldada humana e na sua INcapacidade de aceitar diferenças. Alguns dos principais alvos de ataques são:

OBESOS

Está certo que a obesidade e o sobrepeso já tomaram conta da sociedade ocidental, ultrapassando 50% da população brasileira. As medidas de incentivo ao combate à obesidade, com exercícios, dieta, produtos para emagrecer, como green coffee slim funciona, não tem sido suficiente para reverter esse quadro. Além de todo o sofrimento físico, muitos obesos têm que enfrentar ataques constantes durante a vida acadêmica.

NERDS

Aqueles caras típicos, que estudam muito, parecem saber tudo, só tiram notas boas e, muitas vezes, no futuro se tornam grandes empreendedores ou gênios, não raramente, são vítimas de ataques enquanto estudantes.

ETNIAS DIFERENTES

Afrodescentes, asiáticos, índio descentes, etc., ainda não são aceitos plenamente em determinados grupos sociais, não obstante existam leis e movimentos para os integrarem à sociedade de forma mais harmoniosa na atualidade do que no passado.

 HOMOSSEXUAIS

Outra classe que, apesar de já ter maior aceitação, ainda sofre bastante com violência física e psicológica no ambiente acadêmico. Recentemente um estudante homossexual do ITA foi á cerimônia de formatura usando vestido para protestar contra a discrição homofóbica.

CALVOS

Pessoas que ainda são jovens, principalmente homens, mas já mostram uma acentuada queda de cabelo e, além de terem que lidar com o problemas em si, pois não fazem nenhum tratamento para calvície, ainda precisam lidar com a baixa-estima e os ataques na faculdade.

PESSOAS DIFERENTES EM GERAL

Pessoas que tem outras características que as diferem da maioria ou dos padrões sociais mais aceitados podem atrair a atenção de atacantes simplesmente por serem diferentes; afinal, quem é diferente pode ser uma ameaça ao status quo e o ego humano precisa descarregar o ódio.

AS CLASSES DE BULLYING

PSICOLÓGICO/EMOCIONAL

Este tipo engloba tudo que ataca a psique/emoção da vítima, como xingamentos, gozações, discriminações, cochichos, fofocas e tudo que faz a vítima sofrer, mas sem chegar a agressões físicas de fato.

FÍSICO

Aqui a situação chega ao ponto de partir para a agressão física e há vários filmes na internet mostrando situações come esta, algumas resultando em sérios ferimentos e até mesmo em morte – bulicídio.

CONSEQUÊNCIAS DO BULLYING

São as mais diversas, como traumas, complexos de inferioridade, depressão, isolamento social, baixo desempenho escolar, medo de se comunicar, desenvolvimento de violência pelo sofrimento reprimido, ao ponto de vermos pessoas voltarem à mesma escola, anos depois, e dispararem contra os estudantes objetivando vingança.

COMO COMBATER O BULLYING

Difícil! Até agora nenhuma medida parece ter surtido efeitos satisfatórios. O que as vítimas podem fazer é aumentarem a tolerância, entrarem com um processo contra os opressores ou algo assim.

Por parte da sociedade, haveria que se fazer campanhas nos meios de comunicação, redes sociais, etc.

Até mesmo as instituições religiosas deveriam partir para atuarem na educação dos fiéis no sentido de respeitarem as diferenças entre os humanos.

dicas-de-viagem

FUNCIONAMENTO DOS CURSOS SUPERIORES E DE PÓS-GRADUAÇÃO

graduacaoMuitas pessoas, ao terminarem o ensino médio, inclusive algumas que já ingressaram em algum curso superior, ainda não sabem exatamente o que vão encontrar, nem o que fazer depois de deixar a faculdade. Menos ainda como prosseguir os estudos, pois não sabem a diferença entre pós-graduação latu sensu e strictu sensu, entre MBA e mestrado; estão cegas quanto a muita coisa.

Este artigo, embora não intente esgotar o assunto, tem o objetivo de derramar alguma luz sobre os estudantes que estão entrando ou já se encontram na universidade, para que saibam o que vão encontrar e que opções terão ao se formarem.

A GRADUÇÃO

O curso de graduação é aquele que você faz logo após o ensino médio. De acordo com o MEC, para ingressar em tal curso, é necessário prestar vestibular. Portanto, não se iluda com alguns cursos que se dizem superiores e não exigem vestibular; estes cursos não te permite efetivamente ter um diploma de curso superior, prestar concursos muito menos se inscreve em conselho de classe.

Os cursos de graduação podem variar em modalidades e tempo de conclusão:

Tecnológicos – Ao contrário do que algumas pessoas pensam, os cursos tecnológicos são de nível superior sim. Eles geralmente têm duração de 2 a 3 anos e são mais recomendados para pessoas que já sabem o que querem fazer claramente, ou para profissionais que já estão no mercado de trabalho e que querem se formar na área em que atuam

Bacharelado – Curso destinado a pessoas que não tem claramente definido qual especialização buscar. Neste tipo de curso estuda-se uma base de várias disciplinas e o estudante pode se especializar ao se formar. Tem duração de 4 a 6 anos.

Licenciatura – É o tipo de curso para aqueles que querem lecionar para ao ensino fundamental e médio (o bacharel não pode). Neste curso há matérias de cunho pedagógico que visam a esse fim. Costuma durar também de 4 a 6 anos.

PÓS-GRADUAÇÃO

É a sequência da graduação. Neste ponto muita gente faz confusão, inclusive pessoas que já terminara o curso superior. A pós-graduação se divide em 2 tipos:

Latu Sensu – Inclui os cursos de especialização e os chamados MBA – sigla que veio dos Estados Unidos e quer dizer Master Business Administration, mas cuidado com o “Master” que MBA não é mestrado. Carga horária mínima de 360 horas. Ao concluir o curso o estudante recebe um certificado e não um diploma. Este tipo de programa é aberto a todos os candidatos que tem curso superior.

Strictu Sensu – Compreende os programas de Mestrado e Doutorado. Aberto aos candidatos que atendem as exigências das instituições. Confere diploma. Os cursos strictu sensu são mais destinados àqueles que querem seguir a vida acadêmica e se tornarem professores/pesquisadores. Em geral, faz-se primeiro o mestrado – 2 anos – e depois o doutorado – 4 anos. Para o mestrado não se exige a tese inédita que é exigida no doutorado.

PÓS-DOUTORADO

É uma atividade especializada ou estágio de pesquisa que é realizado após o doutorado. Destina-se àqueles que terminara o doutorado e querem continuar se aprimorando com como pesquisador, mas não confere título. Não existe o título de pós-doutor, existe sim o status.

O vídeo abaixo mostra de forma concisa as informações abordadas aqui. Vale a pena conferir.

Então, gostou do que vem pela frente, na sua vida acadêmica? Espero que este artigo tenha lhe trazido esclarecimento para lhe ajudar a vislumbrar as possibilidades que lhe esperam.